Mundo

Grécia marca eleições para 19 de Fevereiro

Grécia marca eleições para 19 de Fevereiro

Os dois principais partidos políticos da Grécia, que alcançaram esta noite um acordo para a formação de um governo de unidade nacional, decidiram que as eleições antecipadas terão lugar a 19 de Fevereiro.

Durante um encontro paralelo ao que ocorreu entre os líderes dos dois principais partidos gregos, Georges Papandreou e Antonis Samaras, as delegações do Pasok (socialista) e da Nova Democracia (direita) concordaram que a "data mais apropriada para as eleições" legislativas antecipadas é "19 de Fevereiro", refere um comunicado do Ministério das Finanças da Grécia.

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, e o líder da oposição conservadora, Antonis Samaras, chegaram no domingo a acordo quanto à criação de um Governo de coligação que não integrará o primeiro.

Finalmente, houve acordo

A Grécia terá um Governo de coligação, mas sem Papandreou. Depois de uma jornada de negociações, o Executivo grego conseguiu chegar a um acordo com a Oposição para a criação de um Governo de unidade nacional.

O novo primeiro-ministro deverá ser designado esta segunda-feira. Segundo a Imprensa grega, o candidato mais forte a primeiro-ministro é Lucas Papademos, vice-presidente do Banco Central Europeu.

O acordo foi alcançado depois da reunião entre o primeiro-ministro, o líder do principal partido de Oposição e o presidente grego, que durou uma hora.

O encontro foi a última tentativa do Executivo para poder responder, positivamente, à União Europeia. A Grécia estava dependente de um acordo para receber nova ajuda financeira.

O novo Governo será responsável para implementar o plano europeu contra a crise antes das próximas eleições.

Esta segunda-feira, Papandreou voltará a reunir-se com o líder do principal partido de Oposição, Antonis Samaras. O encontro servirá para definir a composição do Governo de coligação e o novo primeiro-ministro. Recorde-se, que Papandreou havia afirmado que só se demitiria do cargo quando um acordo para um novo Governo fosse alcançado.

Outras Notícias