Ambiente

Greta Thunberg apela para uma greve climática digital na sexta-feira

Greta Thunberg apela para uma greve climática digital na sexta-feira

A ativista sueca Greta Thunberg lançou esta quarta-feira um apelo para que a próxima greve climática mundial, agendada para sexta-feira, seja uma greve digital, face aos receios relativos ao surto de Covid-19 e às recomendações para evitar multidões.

A jovem sueca usou as redes sociais Twitter e Instagram para fazer o apelo para uma greve digital, a dias da próxima greve climática global estudantil "Fridays for Future".

Face aos riscos associados ao novo coronavírus e às recomendações das autoridades para que sejam evitadas multidões e eventos com grande número de pessoas, a adolescente sueca pediu aos seus seguidores nas redes sociais para manterem "os números em baixo e o espírito em alta".

Greta Thunberg disse que o desafio é encontrar novas formas de criar atenção pública em defesa de mudanças que não envolvam potenciar a formação de grandes aglomerados de pessoas.

Para a greve climática de sexta-feira a ativista sueca sugere que cada um publique fotos suas online com os seus cartazes, sugerindo ainda algumas palavras-chave (hashtags) que podem usar, como #DigitalStrike (#GreveDigital, em português) ou #ClimateStrikeOnline (#GreveClimáticaOnline).

Os jovens ativistas portugueses anunciaram no início de fevereiro a sua adesão à greve climática estudantil global.

Lisboa, Porto, Aveiro, Penafiel e Pico são localidades com manifestações confirmadas em dia de greve às aulas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG