COP25

Greta Thunberg diz que mundo está a despertar "lentamente" para crise climática

Greta Thunberg diz que mundo está a despertar "lentamente" para crise climática

A ativista sueca Greta Thunberg destacou este sábado o êxito da manifestação de sexta-feira em Madrid contra as alterações climáticas, que juntou meio milhão de pessoas, defendendo que o mundo está a despertar "lentamente" para a crise climática.

Indicando que "500000 pessoas marcharam em Madrid à noite", a jovem ativista considerou que "este é o início da mudança", numa publicação na sua conta da rede social Twitter.

Após uma curta visita a Lisboa, onde desembarcou na terça-feira, após atravessar o Atlântico em catamarã, Greta Thunberg chegou à capital espanhola na sexta-feira, para participar na Marcha pelo Clima, que se realizou à margem da cimeira do clima da Organização das Nações Unidas (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A cimeira começou na segunda-feira e decorre até 13 de dezembro na capital espanhola.

Para a ativista sueca, "o mundo está a despertar lentamente para a crise climática e ambiental" e "em breve as pessoas que detêm o poder não poderão mais ignorar a ciência".

Greta Thunberg, de 16 anos, participou na sexta-feira à noite na denominada Marcha pelo Clima, convocada pelas plataformas Fridays For Future, Alianza por el Clima, Alianza por la Emergencia Climática y 2020 Rebelión por el Clima, entre outras organizações.

Foi aconselhada pelas autoridades a abandonar a marcha, uma vez que não conseguia caminhar com tanta gente a requerer a sua atenção. A ativista discursou mais tarde no final da manifestação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG