Mundo

Grupo revolucionário reivindica explosão em Davos

Grupo revolucionário reivindica explosão em Davos

Um grupo de activistas de esquerda reivindicou hoje, quinta-feira, a autoria de uma pequena explosão num hotel de cinco estrelas em Davos, Suíça, onde decorre o Fórum Económico Mundial, que reúne líderes mundiais.

A explosão ocorreu num pequeno armazém da cave do Post Hotel Morosani. "Houve alguns danos materiais, mas ninguém ficou ferido", contou Thomas Hobi, porta-voz da polícia, à Reuters.

Um grupo, que se autodenomina revolucionário, reivindicou pouco depois a acção: "A nossa luta é contra a ditadura do capital e a favor de um modelo social alternativo ao capitalismo: o comunismo", escrevem no site.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG