EUA

Guarda prisional que ajudou namorado recluso a fugir suicida-se após detenção

Guarda prisional que ajudou namorado recluso a fugir suicida-se após detenção

O recluso que fugiu recentemente de uma prisão no Alabama, nos Estados Unidos, com a ajuda de uma guarda prisional com quem estaria romanticamente envolvido, foi detido na sequência de uma perseguição policial. A funcionária disparou contra si e acabou por morrer no hospital.

Foi no dia 29 de abril que a guarda prisional Vicky White, de 58 anos, e o recluso Casey White, de 38, fugiram da prisão do condado de Lauderdale, no Alabama. Embora partilhem o mesmo apelido, não há qualquer relação familiar entre os dois, mas acredita-se que estavam envolvidos romanticamente.

O casal acabou por ser intercetado dez dias depois pelas autoridades, no estado do Indiana, na sequência de uma perseguição policial que culminou na detenção do recluso e na morte, por suicídio, da guarda prisional. Rick Singleton, xerife do condado de Lauderdale, contou que o carro em que fugiam se despenhou durante a perseguição, na cidade de Evansville, e que Casey White acabou por render-se. O homem, considerado "extremamente perigoso", "nunca mais vai ver a luz do dia", garantiu o responsável.

Mais informações sobre a morte da guarda prisional, tinha um registo impecável, devem ser divulgadas esta terça-feira, após a autópsia. "Eu teria confiado a minha vida a Vicky", disse Chris Connolly, procurador-geral do condado de Lauderdale.

O dia da fuga era o último dia de trabalho de Vicky White, antes de se reformar. Tinha vendido a casa recentemente e dito aos colegas que planeava passar mais tempo na praia. O casal tinha sido visto pela última vez na sexta-feira a conduzir um Ford Edge, de cor dourada, com uma matrícula do Alabama.

Casey White foi acusado, em setembro de 2020, de homicídio por esfaquear um homem de 58 anos. Já estava a cumprir uma pena de 75 anos por cometer uma série de crimes violentos em 2015, incluindo assaltos e roubo de veículos. Estava a aguardar julgamento pelo crime de homicídio do qual estava acusado na cadeia quando fugiu, acrescentam as autoridades. Se for condenado, Casey White pode ser condenado a pena de morte.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG