Estrasburgo

Guerra na Ucrânia marca agenda dos eurodeputados

Guerra na Ucrânia marca agenda dos eurodeputados

A sessão plenária (debates e votações) do Parlamento Europeu começa esta segunda-feira com um grande foco no conflito militar entre a Ucrânia e a Rússia. Depois da invasão do território ucraniano por forças militares russas, a 24 de fevereiro, a agenda dos eurodeputados sofreu várias alterações nos últimos dias e priorizou os temas relacionados com a guerra a Leste.

É já esta segunda-feira, 7 de março, que o Parlamento Europeu discute o fim dos "vistos gold" em todos os países da União Europeia. Ou seja, a troca de autorizações de residência por investimento poderá tornar-se muito apertada, caso a proposta de resolução seja aprovada.

Embora não esteja diretamente relacionada com a guerra da Ucrânia, vários países da União Europeia suspenderam a adesão aos chamados "passaportes dourados" por cidadãos russos.

No mesmo dia, num seminário em antecipação sobre o Dia da Mulher, é esperado que a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, faça algum comentário sobre o conflito militar entre a Ucrânia e a Rússia.

Na terça-feira, 8 de março, os eurodeputados vão debater ao início da manhã as recomendações da comissão especial sobre a ingerência estrangeira e a desinformação.

Mais tarde, a escritora polaca Olga Tokarczuk, Prémio Nobel da Literatura em 2018, dirige-se ao Parlamento Europeu, seguida da escritora ucraniana Oksana Zaboujko.

Durante a tarde, a deterioração da situação dos refugiados devido ao conflito militar na Europa de Leste será também discutida em Estrasburgo. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados estima que 1,3 milhões de pessoas tenham saído da Ucrânia desde o início do conflito.

PUB

Também o aumento dos preços da energia e a manipulação do mercado do gás serão um dos temas discutidos. Em Portugal, este fim de semana, houve uma corrida às bombas de combustíveis. O preço do gasóleo sobe 14 cêntimos e o da gasolina aumenta oito cêntimos. A tendência de subida agravou-se com o conflito militar entre a Ucrânia e a Rússia.

A primeira-ministra da Estónia, Kaja Kallas, terá um debate na quarta-feira, 9 de março, com os eurodeputados sobre o papel da União Europeia num Mundo em constante mudança, nomeadamente a segurança na Europa depois da invasão russa à Ucrânia. Logo a seguir, a governante estará acompanhada de Roberta Metsola numa conferência de imprensa.

De recordar que, na semana passada, o presidente ucraniano participou por videoconferência numa sessão extraordinária do Parlamento Europeu sobre a guerra na Ucrânia. Um dia antes, Volodymyr Zelensky formalizou o pedido de adesão à União Europeia. Também a Geórgia e a Moldávia pediram para entrar no espaço comunitário.

Metsola afirmou, em resposta ao presidente ucraniano, que o Parlamento Europeu acolhe "favoravelmente o pedido" e trabalhará para "atingir esse objetivo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG