O Jogo ao Vivo

Médio Oriente

Hamas executou três palestinianos por colaborar com Israel

Hamas executou três palestinianos por colaborar com Israel

Responsáveis do Ministério do Interior do Hamas naquela faixa territorial confirmaram a morte dos três acusados, num edifício de segurança do grupo a oeste de Gaza capital.

Os três homens tinham sido condenados à morte em fevereiro passado por um tribunal militar controlado pelo Hamas.

O tribunal condenou à morte seis palestinianos acusados de colaborarem com Israel, três dos quais com sentenças definitivas, que tinham sido confirmadas pelo Supremo Tribunal.

Uma fonte da justiça militar de Gaza explicou à agência de notícias espanhola EFE que os seis acusados foram condenados por traição depois de terem dado informações sobre milicianos palestinianos, alguns dos quais morreram.

Segundo a mesma fonte, que falou sob anonimato, "outros sete prisioneiros, entre eles a esposa de um dos sentenciados à morte, foram condenados por colaboração com a ocupação (Israel) a trabalhos forçados e a penas de prisão por diferentes períodos de tempo".

De acordo com a lei básica palestiniana, as sentenças de pena capital só podem ser executadas com a aprovação do presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abas, que ainda não ratificou nenhuma.

O Hamas já levou a cabo anteriormente execuções em Gaza sem a aprovação de Abas.

Outras Notícias