EUA

Hillary Clinton regressa com "comité de resistência" a Trump

Hillary Clinton regressa com "comité de resistência" a Trump

A democrata Hillary Clinton anunciou a criação do Comité de Ação Política "Onward Together" (Juntos em Frente) com o objetivo de "resistir" ao presidente Donald Trump, que a derrotou nas eleições de novembro de 2016.

"Os americanos estão a fazer ouvir a sua voz como nunca. Desde a Marcha das Mulheres, passando pelos aeroportos de todo o país onde as comunidades deram as boas-vindas a emigrantes e refugiados, até às reuniões com os seus representantes eleitos", justifica o "Onward Together" num email em que solicita doações que financiem o movimento.

O anúncio da criação do movimento está a ser interpretado como o regresso de Hillary Clinton à primeira linha do combate político, após ter perdido para Donald Trump uma corrida eleitoral em que surgia como favorita na maioria das sondagens. Desde essa altura, a candidata tem evitado aparecer em público.

Os Comités de Ação Política (PAC, na designação em inglês) podem recolher fundos anónimos sem limite para fazer campanha de maneira independente a favor de candidatos políticos ou de ações políticas específicas.

São por isso habitualmente usados por pré-candidatos que precisam de financiar uma futura campanha, ou para apoiar "pelo lado de fora" um político cuja campanha oficial está sujeita a um controle mais apertado das leis eleitorais.

"Onward Together" utiliza uma imagem semelhante à de "Stronger Together", lema da campanha de Clinton, uma organização dedicada a levar em frente "uma visão progressista da sociedade americana", tendo contribuído de maneira decisiva para os 66 milhões de votos recebidos nas urnas pela candidata do Partido Democrata.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG