Mundo

Hollande devolve a esperança à esquerda francesa

Hollande devolve a esperança à esquerda francesa

Uma vitória de clara, embora não suficiente para evitar a segunda volta. François Hollande obteve, este domingo, 28,8% dos votos na primeira volta das presidenciais francesas. Nicolas Sarkozy garantiu 26,1%.

Esta é a primeira vez que Hollande concorre à presidência francesa. Ao falar aos seus apoiantes, o candidato do PS acusou Sarkozy de ser o responsável pela grande subida da extrema-direita nas eleições deste domingo.

"Esta noite tornei-me o candidato de todas as forças que queiram fechar uma página e abrir outra. Os resultados são um voto de confiança ao meu projeto", disse.

Apesar dos resultados, Nicolas Sarkozy não assumiu a derrota. No discurso que dirigiu aos apoiantes, o presidente recandidato apelou a uma união da direita, tal como tinha feito durante a campanha eleitoral, para evitar a vitória de Hollande

O candidato da UMP desafiou ainda François Hollande para três debates antes da segunda volta "para que os programas se debatam sem hipocrisia". Mas o candidato socialista recusou.

A grande surpresa da noite eleitoral acabou por ser Marine Le Pen. A candidata da Frente Nacional obteve uns expressivos 18,5%, resultado nunca alcançado por este partido de extrema-direita, nem quando o presidente era o pai de Marine, Jean-Marie.

As sondagens conhecidas para a segunda volta, que se disputa a 6 de maio, dão novamente a vitória a Hollande com 54%; Nicolas Sarkozy obterá 46%.