O Jogo ao Vivo

Alemanha

Homem com 100 anos vai ser o mais velho de sempre a ser julgado por crimes nazis

Homem com 100 anos vai ser o mais velho de sempre a ser julgado por crimes nazis

Um antigo guarda nazi, com 100 anos de idade, vai ser julgado por ter participado no assassinato de 3518 prisioneiros no campo de concentração de Sachsenhausen, perto de Berlim. 76 anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial, Josef S, como é identificado, será a pessoa mais velha de sempre a ser julgada por crimes nazis na Alemanha.

Josef S tinha 21 anos quando se tornou um guarda das SS [organização paramilitar nazi] no campo de concentração de Sachsenhausen, em 1942. Agora, o homem está a ser acusado de cumplicidade no extermínio judeu e de ter ajudado "consciente e voluntariamente" na "execução por fuzilamento de prisioneiros de guerra soviéticos em 1942" e de matar prisioneiros com recurso ao "gás venenoso Zyklon B", de acordo com a BBC.

Apesar da idade avançada, uma avaliação médica determinou que Josef S era capaz de comparecer num tribunal adaptado de Brandenburgo. O julgamento começa esta quinta-feira e poderá prolongar-se até o início de janeiro.

Há dez anos, a condenação do antigo guarda das SS John Demjanjuk abriu um precedente que permitiu aos procuradores acusar ex-guardas por auxílio e cumplicidade em crimes nazis na Segunda Guerra Mundial. Isto porque até então a participação direta no homicídio tinha de ser comprovada para haver uma condenação.

Só nos últimos anos é que os nazis de patente mais baixa foram levados a julgamento.

PUB

Ainda na semana passada, uma secretária nazi no campo de Stutthof, Irmgard Furchner, deveria ter sido julgada a norte de Hamburgo, mas escapou de um lar de idosos horas antes. A mulher com 96 anos foi apanhada e o julgamento foi remarcado para 19 de outubro.

.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG