O Jogo ao Vivo

EUA

Homem condenado a sete anos de prisão por atacar polícia durante invasão do Capitólio

Homem condenado a sete anos de prisão por atacar polícia durante invasão do Capitólio

Um homem foi condenado esta terça-feira a sete anos de prisão pela invasão do Capitólio dos Estados Unidos e participação num ataque contra um polícia, tendo sido apelidado pela juíza como "uma bola de demolição em forma de homem".

A juíza Amy Berman Jackson condenou Kyle Young no Tribunal Distrital dos EUA em Washington a sete anos de prisão, lembrando que este admitiu que ajudou no ataque contra um polícia durante a invasão que ocorreu em 06 de janeiro de 2021.

"Você era uma bola de demolição em forma de homem naquele dia", destacou Berman Jackson ao homem do Estado de Iowa.

PUB

Esta sentença está entre as penas mais pesadas relacionadas com o motim, quando centenas de apoiantes de Donald Trump tentaram interromper a certificação da vitória eleitoral de Joe Biden.

A pena mais pesada, de dez anos de prisão, foi aplicada a um ex-polícia de Nova Iorque que agrediu um polícia no Capitólio com um mastro de metal.

Cerca de 900 pessoas foram acusadas até agora no ataque ao Capitólio e mais de 400 declararam-se culpadas ou foram condenadas em julgamento.

Kyle Young chorou ao apresentar as suas desculpas ao ex-oficial da Polícia Metropolitana de Washington, Michael Fanone, acrescentando que gostaria de poder voltar atrás nas suas ações daquele dia.

Fanone contou no tribunal sobre a experiência de quase morte que sofreu nas mãos de invasores, tendo sido espancado repetidamente e atingido por um 'taser' [arma de choque].

O ataque terminou com a sua carreira como polícia.

Young, de 38 anos, de Redfield, Iowa, deslocou-se ao Capitólio com o seu filho, de 16 anos, e, segundo imagens do dia do ataque, foi visto a 'cegar' as autoridades com recurso a um foco potente e, depois, a entregá-lo ao seu filho, permitindo que este entrasse diretamente na luta.

Young foi também condenado a três anos de pena sob supervisão e terá de cumprir ainda 100 horas de serviço comunitário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG