Reino Unido

Homem detido em Inglaterra porque terá enviado pacote suspeito a fábrica de vacinas

Homem detido em Inglaterra porque terá enviado pacote suspeito a fábrica de vacinas

A polícia de Kent, no sul de Inglaterra, prendeu um homem suspeito do envio de um pacote estranho que levou a evacuar uma fábrica de vacinas contra a covid-19 em Wrexham, no País de Gales, quarta-feira, anunciaram as autoridades.

A polícia emitiu um comunicado onde explicou que executou dois mandados de busca na localidade de ​​​​​​Chatham e prendeu um homem de 53 anos "sob suspeita de enviar os pacotes", mas as investigações continuam.

"Não há sinais de que exista uma ameaça em curso", referiram as autoridades.

A Wockhardt UK, subsidiária de uma farmacêutica com sede no Mumbai proprietária da unidade fabril em Wrexham, disse ainda na quarta-feira, ao fim da tarde, que a análise do pacote suspeito tinha sido concluída com segurança e os funcionários autorizados a voltar às instalações.

Horas antes, a polícia do Norte do País de Gales tinha criado um perímetro de segurança em torno do parque industrial Wrexham Industrial Estate, cerca de 68 quilómetros a sul de Liverpool, são produzidas e armazenadas doses da vacina contra a covid-19 da Oxford-AstraZeneca.

Em causa estava um pacote suspeito de estar armadilhado.

PUB

A vacina Oxford-AstraZeneca é uma das duas vacinas atualmente a serem administradas no Reino Unido, juntamente com a Pfizer/BioNTech.

O Reino Unido adiantou-se ao resto da Europa com uma campanha de vacinação contra a covid-19 em grande escala para sair da crise de saúde, tendo cerca de 7,2 milhões de pessoas já recebido a primeira dose de duas doses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG