Espanha

Homem esconde morte de irmão para continuar a receber pensão de invalidez

Homem esconde morte de irmão para continuar a receber pensão de invalidez

Um homem com deficiência morreu vítima de desnutrição e foi enterrado pelo irmão, perto da quinta onde viviam, em Espanha, de forma a esconder o óbito e continuar a receber uma pensão por cuidar dele.

O acusado, de 38 anos, foi detido na passada sexta-feira, e, após ter dado várias versões sobre o que se teria passado, acabou por confessar à Polícia que o irmão morreu e que o enterrou sem comunicar o óbito com o objetivo de continuar a receber o subsídio de invalidez.

A vítima tinha 97% de incapacidade. A autópsia revelou que a causa da morte, ocorrida no final de fevereiro, foi desnutrição. O corpo não tinha sinais de violência.

Após a morte dos pais, a tutela do irmão com deficiência, então com 35 anos, recaiu sobre o irmão mais velho, com um problema de dependência de drogas. Ambos viviam numa quinta em Alpujarra, Granada, sem relação com familiares, de acordo com fontes do município, citadas pelo jornal "El País".

Mas são os familiares que, preocupados com a falta de notícias da vítima, alertaram o município que, por sua vez, pediu à Guarda Civil que investigasse a situação. Os agentes não localizaram a vítima e descobriram que o seu tutor tinha fugido. Acabaria por ser encontrado num albergue na cidade de Motril e detido.

O Tribunal de Primeira Instância e Instrução de Órgiva colocou o suspeito sob custódia e sem fiança. Agora, enfrenta uma possível pena de entre dez e 15 anos de prisão.