Crime

Homem mata mulher e dois filhos e suicida-se de seguida em Espanha

Homem mata mulher e dois filhos e suicida-se de seguida em Espanha

Um homem terá matado a mulher, de 46 anos, e os dois filhos, de 12 e 17 anos, tendo-se suicidado de seguida, na localidade de Úbeda, em Espanha, informou este domingo a Delegação do Governo na Andaluzia.

Às 8.20 horas, a Polícia Nacional recebeu da linha de emergência - 112 - uma chamada dando conta de que um homem se teria atirado de um quarto andar de um prédio na Praça de Palma Burgos de Úbeda e que, no seu interior, estariam várias pessoas feridas.

No local, os agentes encontraram um jovem gravemente ferido nas escadas do prédio e, no interior da habitação, uma mulher e uma menor mortas com ferimentos de arma branca.

Mais tarde, o jovem ferido acabou por morrer no Hospital San Juan de la Cruz de Úbeda, para o qual havia sido transportado.

O suposto autor dos crimes, de 52 anos, também morreu, depois de se lançar da janela.

Segundo a Delegação do Governo, não havia antecedentes de denúncias por violência de género.

A Câmara de Úbeda vai fazer, na segunda-feira, três minutos de silêncio às 12 horas, ato que contará com a presença da delegada do Governo na Andaluzia, Sandra García.

PUB

Uma hora antes, às 11 horas, celebrar-se-á uma sessão extraordinária e urgente do executivo municipal para aprovar a declaração de três dias de luto oficial.

Ao longo do dia sucederam-se os pêsames, nomeadamente do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, que manifestou a sua total "solidariedade" com as três vítimas mortais, no que parece ser um crime de violência doméstica.

A melhor forma de lhes prestar homenagem é fazer com que as instituições continuem a "lutar arduamente" para que não haja mais vítimas, vincou.

Em Espanha, o número de mulheres assassinadas por violência de género já vai em 21 este ano.

Desde que se começaram a contabilizar estes crimes em Espanha, em 2003, já 1054 mulheres foram mortas vítimas deste tipo de crime.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG