Mundo

Homem que atropelou dezenas de ciclistas ficou em liberdade

Homem que atropelou dezenas de ciclistas ficou em liberdade

O automobilista acusado de atropelar intencionalmente dezenas de ciclistas em Porto Alegre, Brasil, na sexta-feira, garantiu à polícia que "agiu em legítima defesa, para garantir a integridade física dele e do filho, de 15 anos". Uma "versão fantasiosa", segundo o responsável pela investigação. Veja o vídeo.

O atropelamento ocorreu na sexta-feira, em Porto Alegre, quando cerca de 100 ciclistas participavam de um evento organizado pelo grupo "Massa Crítica", que defende a utilização das bicicletas como principal meio de transporte diário.

O automobilista suspeito de atropelar intencionalmente dezenas de ciclistas foi ouvido, segunda-feira, durante cerca de quatro horas, na Delegacia de Delitos de Trânsito.

"Ele apresentou uma versão. Uma versão até meio fantasiosa, mas não acrescenta muito", declarou o delegado Gilberto Almeida Montenegro, responsável pelas investigações, ao site brasileiro G1.

O Folha de São Paulo acrescenta que o suspeito é um bancário de 47 anos que justificou ter acelerado contra os ciclistas para "evitar ser linchado". Garante que estava no carro com o filho de 15 anos quando ciclistas começaram a bater no veículo.

"Vi uma brecha e ultrapassei alguns deles, eles se enfureceram e começaram a agredir violentamente o carro. Partiram o espelho, deram vários socos, lançaram a bicicleta por cima", declarou à Imprensa, à saída do depoimento, acompanhado dos dois advogados. "Naquela situação, fiquei desesperado e tinha que sair dali o mais rapidamente possível para evitar o linchamento", acrescentou.

PUB

Segundo o delegado, o número de vítimas que apresentaram queixa aumentou para quase 40. "Vamos continuar a ouvir as vítimas. Actualmente, são quase 40 pessoas que nos procuraram, mas o número aumenta cada vez mais. Temos muitas pessoas para agendar o depoimento", acrescentou Gilberto Almeida Montenegro, que tem 30 dias para encerrar o inquérito.

O principal suspeito não foi detido, mas poderá ser acusado de tentativa de homicídio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG