O Jogo ao Vivo

Mundo

Homossexual chefia Governo da Islândia

Homossexual chefia Governo da Islândia

A Islândia tornou-se na mais recente pioneira na História da humanidade, ao nomear como primeira-ministra uma mulher homossexual assumida. A nomeação foi anunciada, neste domingo, pela coligação que governa a Islândia.

A ex-ministra de Assuntos Sociais, Johanna Sigurdardottir, de 66 anos, será primeira-ministra pelo menos até que sejam realizadas eleições, agendadas para Maio.

Na sequência da queda do Governo de Geir Haarde no mês de Janeiro, em resultado da crise financeira que se abateu sobre o país, a ministra dos Assuntos Sociais, lésbica assumida, foi nomeada como primeira-ministra interina. 

Segundo os analistas, a posição de Sigurdardottir representa um feito histórico no movimento pelos direitos dos homossexuais. Contudo, para muitos islandeses, trata-se de uma situação que não supreende.

"Não acho que a orientação sexual dela importe. Os nossos eleitores são bastante liberais, e não se importam com isso", disse à "BBC" Skuli Helgeson, secretário-geral da Aliança Social Democrática, o partido de Sigurdardottir.

A coligação do governo islandes divulgou, num comunicado, que o novo gabinete vai começar a trabalhar imediatamente para combater a crise econômica que tomou conta do país.

"O governo herdou grandes dificuldades devido ao colapso bancário e do sitema financeiro, além de um considerável e rápido aumento da dívida externa", diz o comunicado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG