NASA

Icebergue com dobro do tamanho de Nova Iorque está prestes a formar-se

Icebergue com dobro do tamanho de Nova Iorque está prestes a formar-se

O encontro entre duas fissuras irá libertar um icebergue na Antártida, nas próximas semanas, alertou a NASA.

Uma das fissuras da plataforma de gelo Brunt, a Halloween, detetada pela primeira vez em 2016, está a alastrar em direção à fissura Mc Donald, agora com sinais de instabilidade, após 35 anos. Nas próximas semanas, é possível que a plataforma de gelo liberte um icebergue com cerca de 1700 quilómetros quadrados, o dobro do tamanho da cidade de Nova Iorque.

O alerta foi dado pela NASA, Agência Espacial Norte-Americana, que tem acompanhado a evolução deste fenómeno. Apesar de este tipo de ocorrências serem consideradas normais, a NASA afirma que as alterações observadas não são comuns e admite que a libertação do icebergue pode causar outras perturbações à restante plataforma de gelo.

"Na pior das hipóteses, a libertação do icebergue pode desestabilizar a restante da plataforma de gelo Brunt e originar o completo colapso", afirmou Dominic Hodgson, cientista da British Antarctic Survey, em entrevista à NBC News.

Apesar da dimensão do icebergue, na história, já ocorreram libertações de colunas de gelo ainda maiores, nomeadamente um icebergue com o dobro do tamanho, cerca de 2200 milhas quadradas, em 2017. Este icebergue libertado da plataforma de gelo Brunt não estará sequer na lista dos 20 maiores icebergues da Antártida.

A desintegração dos icebergues das plataformas de gelo é um fenómeno natural, porém, cientistas dizem que as mudanças climáticas estão a afundar as plataformas de gelo da Antártida. "Nas últimas décadas, o degelo acelerou em muitas áreas. Em alguns casos, plataformas de gelo completas separaram-se", disse Dominc Hodgson. "Isto tem, na maioria dos casos, ligação com o aquecimento global", acrescentou.

Um estudo divulgado no ano passado revela que o gelo da Antártida está a derreter a um ritmo três vezes superior ao do início da década e, como consequência deste rápido degelo, um nível da água do mar poderá adicionar mais 25 centímetros ao nível do mar em 2070.

Outras Notícias