Polémica

Igreja Católica colombiana suspende 15 padres por agressão sexual

Igreja Católica colombiana suspende 15 padres por agressão sexual

A Igreja Católica da Colômbia suspendeu 15 padres que são alvo de uma queixa por agressão sexual, anunciou o porta-voz da Arquidiocese de Villavicencio, no centro do país sul-americano.

A "medida cautelar" foi adotada na altura em que os padres serão sujeitos a um "inquérito preliminar", referiu Carlos Villabón, em declarações à agência francesa AFP.

A queixa em causa foi apresentada em 14 de fevereiro por um homem, adulto, que denunciou "atos contrários à moral sexual" por parte dos padres, segundo a Igreja Católica colombiana.

A Igreja colombiana recordou "a tolerância zero" para as agressões sexuais de membros da Igreja Católica decretada pelo Papa Francisco.

De maioria católica, a Colômbia vai, à semelhança de muitos outros países, celebrar a Páscoa de uma forma diferente este ano, no contexto da pandemia de Covid-19, que já causou 19 mortos e infetou 1161 pessoas no país e 55 mil mortos e mais de um milhão de infetados em todo o mundo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG