"Ocean Cay"

Ilha privada de luxo nas Bahamas "salva" colónias de corais em perigo

Ilha privada de luxo nas Bahamas "salva" colónias de corais em perigo

O mais recente projeto da MSC Cruzeiros, empresa líder desta área em todo o mundo, já está em funcionamento. A ilha privada "Ocean Cay" recebeu esta semana os primeiros visitantes. As preocupações ambientais não ficaram de fora deste novo empreendimento.

De um local de escavação industrial ergueu-se um destino de turismo de luxo e também ecológico. A ilha privada "Ocean Cay", propriedade da MSC Cruzeiros, recebeu esta quinta-feira os primeiros grupos de turistas. Localizada no cenário idílico das Bahamas, este projeto teve em conta as preocupações ambientais, como por exemplo, a colocação de mais de 75 mil plantas na ilha.

De acordo com o comunicado da MSC Cruzeiros, a "Ocean Cay" tem como objetivo dar "a melhor experiência possível aos hóspedes". Porém, existiam outras questões em jogo aquando da "construção" desta nova ilha de luxo como o cumprimento de determinadas metas ambientais pela empresa.

Assim, o projeto tratou de cuidar também das Bahamas: foram removidas 7500 toneladas de lixo e algumas colónias de corais foram retiradas do fundo do mar, de forma a ser "cuidadas" e estudadas num Centro de Conservação, que existirá também na "Ocean Cay MSC Marine Reserve".

Obviamente e como seria de esperar, um destino tão idílico reserva algumas atividades que extrapolam a ecologia marinha, nomeadamente o snorkelling, o stand up paddle, os tratamentos de spa, a comida feita por locais e ainda a participação em vários espetáculos.

A "Ocean Cay" entrou em funcionamento oficialmente esta quinta-feira com a chegada dos primeiros visitantes.

Para já, apenas os cruzeiros a operar na América do Norte é que chegam até a esta ilha privada nas Bahamas. Os valores variam consoante a experiência que o cliente optar, mas os preços começam nos 149 euros.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG