Brexit

Imigração da UE para o Reino Unido é mais baixa dos últimos cinco anos

Imigração da UE para o Reino Unido é mais baixa dos últimos cinco anos

A imigração líquida para o Reino Unido de cidadãos de países da União Europeia desceu 45%, para 90 mil pessoas, entre setembro de 2016 e setembro de 2017, ficando abaixo dos 100 mil pela primeira vez desde 2013.

Os números da imigração líquida, que corresponde à diferença entre o número de pessoas que vão para o país por pelo menos um ano e o número dos que saem por mais de um ano, foram divulgados esta quinta-feira pelo Gabinete Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês).

Há cinco anos, nos 12 meses entre março de 2012 e março de 2013, a imigração líquida de europeus foi de 95 mil pessoas, segundo o organismo.

Os números agora revelados representam uma queda de 45% em relação aos 12 meses anteriores, quando a imigração líquida foi de 165 mil pessoas.

Não foi só o número de europeus que imigram para o Reino Unido que baixou. Os números globais indicam que a imigração líquida global baixou 29 mil, para 244 mil, nos 12 meses anteriores a setembro de 2017, uma quebra de 11%.

O objetivo do governo britânico é que este número da imigração líquida global fique abaixo dos 100 mil.

A chefe do departamento de estatísticas migratórias internacionais do ONS, Nicola White admitiu que o Brexit pode ser um fator, mas não pode ser apontado como fator decisivo.

"O Brexit pode muito bem ser um fator na decisão das pessoas de ir para ou sair do Reino Unido, mas a decisão de imigrar é complicada e pode ser influenciada por muitas razões diferentes", explicou.