Egito

Incêndio em igreja cristã copta no Cairo faz pelo menos 41 mortos

Incêndio em igreja cristã copta no Cairo faz pelo menos 41 mortos

Pelo menos 41 pessoas morreram, este domingo, e 14 ficaram feridas num incêndio numa igreja cristã copta no Cairo, capital do Egito.

De acordo com as autoridades, o fogo deflagrou na igreja de Abou Sifine, no bairro de Imbaba, no noroeste do Cairo, na sequência de uma falha elétrica durante um culto religioso de homenagem a São Mercúrio de Cesareia.

As chamas e o fumo acabaram por provocar uma debandada desordenada, segundo fontes do Ministério do Interior ao jornal egípcio Al Ahram.

PUB

O presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, afirmou, numa publicação no Facebook, ter mobilizado "todos os serviços estatais para garantir que todas as medidas sejam tomadas".

Os bombeiros informaram, mais tarde, que as chamas foram controladas. Os coptas são a maior comunidade cristã do Médio Oriente, representando pelo menos 10 milhões dos 103 milhões de habitantes do Egito.

A comunidade sofreu represálias de radicais islâmicos, principalmente depois da queda do presidente Mohamed Morsi e da subida de Al-Sisi ao poder em 2013, com igrejas, escolas e casas incendiadas.

Abdel Fattah al-Sissi nomeou, recentemente, pela primeira vez na história do Egito, um juiz copta para chefiar o Tribunal Constitucional.

No Cairo, os incêndios acidentais são frequentes. Em março de 2021, pelo menos 20 pessoas morreram num incêndio numa fábrica têxtil nos subúrbios do leste da capital do Egito.

Em 2020, dois incêndios em hospitais mataram 14 pacientes com Covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG