Mundo

Inglaterra iniciou julgamentos sumários para ouvir 1600 detidos

Inglaterra iniciou julgamentos sumários para ouvir 1600 detidos

Cinco mortos e quase dois mil detidos é o balanço de uma semana de violência em várias cidades de Inglaterra. Em Londres, os julgamentos duram sete minutos. Em Birmingham, a polícia divulga fotos dos suspeitos e pede ajuda à população na sua identificação.

As últimas duas noites foram de acalmia, mas as autoridades inglesas receiam que com o fim-de-semana e o arranque do campeonato de futebol, os motins possam regressar. Pelo que nas ruas das principais cidades vai manter-se o forte dispositivo policial.

Uma das pessoas detidas por participação nos motins em Enfield, Londres, é a embaixadora dos Jogos Olímpicos de Londres, 2012, entregue pelos pais às autoridades policiais.

Até à tarde de ontem, eram quase duas mil as pessoas detidas pela polícia só na capital inglesa, sendo que metade destas são menores de idade. Nos tribunais de Westminster, que têm funcionado 24 horas por dia, cada julgamento dura apenas sete minutos.

Sob anonimato, os advogados pedem calma às autoridades judiciais e queixam-se de que não têm tempo para estudar os processos. "Em sete minutos está a decidir-se o futuro de muitas pessoas", argumentam.

Em Birmingham, a polícia está a divulgar a fotografias de vários suspeitos envolvidos no motins, exibindo-as numa ecrã gigante instalado numa carrinha que percorre as ruas desta cidade do centro de Inglaterra.

Desde quinta-feira, e até hoje, cerca de cinco dezenas de suspeitos, captadas pelas câmaras de vigilância, estão a ser expostas entre as 7 e as 19 horas.

Quinta vítima mortal

A quinta vítima desta onda de violência é um homem de 68 anos, residente no bairro de Ealing, em Londres. Richard Mannington Bowes foi violentamente agredido na segunda-feira quando tentava apagar o fogo em vários contentores do lixo.

Foi hospitalizado com vários ferimentos, tendo entrado em estado de coma. Morreu ao início da noite de quinta-feira. Entretanto, a polícia londrina anunciou a detenção de um jovem de 22 anos, por suspeita de homicídio, alteração da ordem pública e roubo.

Desde o início dos confrontos, além de Richard Mannington Bowes, foram mortas mais quatro pessoas: um jovem de 26 anos encontrado morto dentro de um carro em Croydon (Londres) e três muçulmanos de origem asiática, mortalmente atropelados quando tentavam proteger a estação de combustível da família, em Birmingham.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG