Brasil

14 anos de prisão por planear morte do sogro português

14 anos de prisão por planear morte do sogro português

Um homem foi condenado a 14 anos de prisão por homicídio classificado, depois de ter planeado o homicídio do sogro, um fazendeiro português em Maringá, no norte do Paraná, Brasil.

Em tribunal, ficou provado que foi Alexandre Bombachini quem planeou o homicídio de Garcia Pereira Marques, em 2016, quando a vítima tinha 62 anos. Segundo os relatos em tribunal, o homicida contou com a ajuda de duas mulheres, que forjaram um assalto, para assassinar o português, depois de desavenças relacionadas com disputas de heranças.

Segundo o site G1, da Globo, o mandante do crime, que aguarda ainda julgamento, será o irmão da vítima, que se encontra preso.

Bombachini terá pedido a Pereira Marques para ir com ele a uma farmácia e, durante o caminho, as duas mulheres abordaram o carro onde seguiam. A vítima foi levada para uma estrada rural, onde acabou morta a tiro por uma das mulheres, que trabalhava na quinta do vítima. Em tribunal, o suspeito admitiu o crime, de forma a tentar diminuir a pena, o que parece ter resultado.

"A gente estava esperando 16, 18 anos e veio 14. Eu vejo como uma pena razoável pelo crime, pelo modo que foi", disse Altair Barros, advogado de defesa.

ver mais vídeos