Mundo

60 mil acordam hoje sem dívidas na Croácia

60 mil acordam hoje sem dívidas na Croácia

Esta segunda-feira, cerca de 60 mil croatas vão acordar com as suas dívidas anuladas, no valor total de cerca de 280 milhões de euros. A medida foi aprovada, na quinta-feira, pelo Governo da Croácia, que decidiu que os credores dos cidadãos mais pobres vão simplesmente anular as dívidas deles. Para que "comecem de novo".

Os créditos pertencem a bancos, operadoras de telecomunicações, os quatro maiores municípios croatas e várias empresas públicas. Os perdoados são os croatas mais pobres - aqueles que auferem prestações sociais ou cujo rendimento mensal "per capita" do agregado familiar não ultrapassa os 1250 kuna (moeda croata), aproximadamente 162 euros. Isto desde que não tenham quaisquer outros bens ou poupanças.

Segundo a Reuters, no final de julho do ano passado, cerca de 317 mil croatas, num país de 4,4 milhões de habitantes, tinham as contas bancárias bloqueadas por causa de dívidas por pagar. O país está em recessão há seis anos.

"Prevemos que esta medida seja aplicável a cerca de 60 mil cidadãos. Desse modo, ser-lhes-á dada a oportunidade de um novo começo sem o fardo da dívida", disse a ministra croata da Segurança Social, Milanka Opacic, primeira-ministra em exercício quando a medida foi aprovada, quinta-feira. "É a primeira vez que qualquer Governo [croata] tenta resolver este problema difícil e estamos orgulhosos", disse o primeiro-ministro Zoran Milanovic.

Imobusiness