EUA

Airbnb vai oferecer alojamento a refugiados em resposta a Trump

Airbnb vai oferecer alojamento a refugiados em resposta a Trump

A Airbnb anunciou que vai alojar gratuitamente as pessoas afetadas pelas novas medidas do presidente dos EUA, Donald Trump, nomeadamente pela proibição de embarcar em voos devido às novas "verificações reforçadas".

A medida foi anunciada no Twitter por Brian Chesky, cofundador e presidente do conselho de administração da plataforma de aluguer de casas online.

"A Airbnb está a oferecer alojamento gratuito a refugiados e a qualquer pessoa que não seja bem-vinda nos EUA. Fiquem atentos para mais informações. Contactem-me se precisarem urgentemente de casa", escreveu Chesky na rede social.

"Abrir portas aproxima-nos. Fechar portas divide-nos. Vamos todos encontrar formas de unir as pessoas, em vez de as separar", acrescentou o presidente da empresa.

A Airbnb prevê utilizar o sistema que é acionado quando ocorrem desastres naturais e, uma vez que 80% das ofertas se situam fora do território norte-americano, vai avaliar outras formas de dar resposta ao problema.

Brian Chesky é um dos vários líderes empresariais que se estão a posicionar contra a medida aprovada por Trump, este sábado. A Apple, o Facebook, a Netflix, o Twitter, a Google e a Starbucks já vieram a público contrariar o novo presidente norte-americano.

ver mais vídeos