Inglaterra

Amostra de uma pedra da Stonehenge devolvida 60 anos depois

Amostra de uma pedra da Stonehenge devolvida 60 anos depois

Foi devolvida uma amostra retirada há 60 anos de uma das pedras de Stonehenge, que poderá responder a questões sobre a origem do monumento inglês.

Localizada na planície de Salisburg, em Inglaterra, Stonehenge é um monumento pré-histórico formado por pedras enormes, dispostas em forma circular, com aproximadamente 50 toneladas cada.

Durante as escavações arqueológicas de 1950, foram descobertas fissuras numa das pedras de arenito do monumento. Ao serem realizados trabalhos de reforço, foi-lhe retirado parte do interior, para se inserirem hastes metálicas de sustentação. Sem que ninguém soubesse, os responsáveis pelos trabalhos fizeram três buracos na pedra e levaram para casa parte do interior da rocha.

Robert Phillips, um dos trabalhadores contratados, guardou uma das amostra da pedra, que 60 anos depois decidiu devolver. Inicialmente guardou-a num tubo de plástico no seu escritório em Basingstoke, em Inglaterra, e mais tarde, quando se mudou para os EUA, colocou na parede da casa onde vive atualmente, na Florida.

A English Heritage, a organização de preservação responsável pela Stonehenge, espera poder analisar a composição química da amostra e, assim, ajudar a identificar os antecedentes das pedras de arenito usadas para criar o monumento.

No entanto, a localização das outras duas amostras permanecem desconhecidas.