Venezuela

Arcebispo de Caracas diz que Maduro tem de admitir que fracassou

Arcebispo de Caracas diz que Maduro tem de admitir que fracassou

O cardeal Baltazar Porras, arcebispo de Caracas e Mérida, diz que chegou a hora de Maduro admitir que não tem o povo com ele, que fracassou e abandonar o Governo da Venezuela. "Penso que é necessário que saia", afirmou.

"Criou-se uma cultura de ódio, da violência, do desprezo, de obter as coisas pela força", disse Porras sobre o clima que se vive no país, em entrevista à RTP, lançando depois uma suspeita sobre parte da cúpula do poder venezuelano, que diz estar ligada ao narcotráfico e ao terrorismo.

"Pelo menos uma parte está envolvida em problemas de narcotráfico, em problemas de armas e de terrorismo", acusa o arcebispo de Caracas.

Na mesma entrevista, o religioso confirmou que há fome no país e pediu ao militares - fonte do poder da Maduro - que desobedeçam ao Governo, para que haja uma transição pacífica de poder. "Não poso dizer: 'Eu matei, porque me mandaram". Não. Tem uma consciência e essa consciência tem de ser respeitar a vida dos outros e tem esse direito. A desobediência civil e a desobediência perante quem manda".