Rússia

Raio atinge avião e causa incêndio que provoca 41 mortos em Moscovo

Raio atinge avião e causa incêndio que provoca 41 mortos em Moscovo

Um avião da companhia aérea russa Aeroflot Sukhoi Superjet realizou, este domingo, uma aterragem de emergência no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscovo, devido a um incêndio num dos motores causado por um raio. Pelo menos 41 pessoas morreram.

O avião fazia a ligação entre Moscovo e Murmansk quando se verificou um incêndio num dos motores durante o voo, pelo que teve de fazer uma aterragem de emergência no aeroporto internacional de Sheremetyevo, na capital russa.

Pelo menos 41 pessoas morreram e várias ficaram feridas, segundo a agência de notícias TASS.

No aparelho seguiam 73 passageiros e seis membros da tripulação, num total de 79 ocupantes.

Imagens do avião envolto numa nuvem de fumo preto foram divulgadas pela televisão estatal russa e por utilizadores nas redes sociais. Eram cerca das 18.40 horas locais (16.40 horas em Portugal continental).

Segundo a imprensa russa, que cita fontes da companhia aérea Aeroflot, terá sido um raio a atingir o aparelho e causar o incêndio num dos motores. O pedido de aterragem de emergência foi feito cerca de 40 minutos após a descolagem.

"O avião emitiu um pedido de socorro depois de ter levantado voo. Solicitou duas vezes uma aterragem de emergência e quando finalmente se fez à pista já ia em chamas", disse uma fonte à agência de notícias Interfax.