EUA

Avião evacuado após foto de colete suicida ter sido enviada aos passageiros

Avião evacuado após foto de colete suicida ter sido enviada aos passageiros

Um avião da JetBlue foi evacuado, quando os utilizadores de iPhone dentro do aparelho receberam, através da ferramenta AirDrop, a foto de um colete suicida.

Os passageiros que pretendiam seguir de Newark, Nova Jérsia, para Tampa, na Florida, na último sábado, não ganharam para o susto, quando os seus telemóveis iPhone começaram a receber, através do serviço de envio de ficheiros entre telefones que estejam próximos fisicamente, a imagem de um colete de explosivos. Todos os passageiros foram retirados da aeronave e a polícia foi chamada.

As autoridades realizaram buscas no avião, com recurso a cães-polícia, e concluíram que não existia qualquer ameaça. Até ao momento, ainda não foi possível descobrir quem enviou a fotografia que provocou o alvoroço.

Este serviço da Apple tem estado no centro de várias polémicas por vários motivos. Primeiro, é muito difícil perceber quem fez o envio das imagens, como refere Richard Gold, especialista em segurança na Internet de uma firma baseada em São Francisco, a Digital Shadows. O AirDrop tem sido utilizado também em casos de assédio sexual, já que quem recebe as imagens é obrigado a ver as imagens,antes de a poder rejeitar.

Em Nova Iorque, no ano passado, passou a ser ilegal "uma pessoa mandar vídeos e imagens sexualmente explícitas não solicitadas a outras pessoas, com a intenção de assediar, irritar ou alarmar outra pessoa", como resposta à grande quantidade de imagens explícitas enviadas no metro.

Os utilizadores da Apple podem mudar as definições do AirDrop para receber conteúdo apenas de pessoas nos contactos do telemóvel, mas muitos têm o serviço em modo público por defeito.