Acidente

Avião russo despenha-se no aeroporto de São Tomé

Avião russo despenha-se no aeroporto de São Tomé

Um avião cargueiro russo com seis passageiros a bordo caiu este sábado no aeroporto de São Tomé, causando cinco feridos.

O cargueiro russo, com a matrícula UL-CKC, caiu cerca das 11 horas locais (12 horas em Portugal continental) na pista norte do aeroporto de São Tomé, informou fonte da aviação civil são-tomense, adiantando que o avião pertence à empresa Cavok.

O avião sofreu "danos materiais consideráveis". Transportava seis passageiros, dois dos quais tripulantes, tendo cinco ficado feridos - um deles foi submetido a uma intervenção cirúrgica no principal hospital de São-tomense, Ayres de Menezes.

O diretor geral da Empresa Nacional de Segurança Aérea (ENSA), Hélder Paquete, disse aos jornalistas que o avião Antonov sofreu o acidente quando se preparava para descolar do aeroporto internacional de São Tomé.

"O avião estava num processo de descolagem, houve algum problema e o comandante tentou abortar a descolagem e o avião despenhou-se na pista", disse Hélder Paquete, salientando que as causas do acidente ainda estão a ser investigadas.

O aparelho "encontrava-se em escala técnica desde quinta-feira de madrugada", mas fonte da Aviação Civil referiu que o aparelho "trouxe cargas para a missão americana que se encontra no nosso país" sem, contudo, precisar se essa missão é a emissora da Voz da América ou a embaixada dos Estados Unidos.

O ministro são-tomense das infraestruturas, Carlos Vilanova, reuniu-se com os responsáveis do Instituto Nacional da Aviação Civil (INAC) e da Empresa Nacional de Segurança Aérea (ENASA) e segundo fontes dessas instituições foi criada uma comissão de inquérito para apurar as causas do acidente.