Alemanha

Bomba da II Guerra obriga 54 mil pessoas a sair de casa no Natal

Bomba da II Guerra obriga 54 mil pessoas a sair de casa no Natal

Cerca de 54 mil pessoas foram retiradas este domingo de Augsburg, no sudoeste da Alemanha, para a desativação de uma bomba de 1,8 toneladas da II Guerra Mundial, na maior operação do género desde 1945.

As forças de segurança tinham dado até às 10 horas locais (9 em Portugal continental) para que fosse abandonada a zona de perigo, incluindo o centro da cidade e vários edifícios emblemáticos, como a catedral.

Um porta-voz da polícia disse aos jornalistas que "tudo decorre como previsto".

Os trabalhos de desativação da bomba começam ao meio-dia e deverão prolongar-se por quatro horas. A operação conta com o apoio de 900 polícias e centenas de bombeiros.

As autoridades da cidade, com 287 mil habitantes, decidiram que a operação causaria menos transtornos hoje do que num dia de trabalho.

Um porta-voz da cidade reconheceu que a situação é pouco habitual num dia de Natal, mas disse esperar que todos deixem as suas casas voluntariamente, insistindo na "força explosiva" da bomba.

Foram disponibilizadas escolas e outras instalações para acolher as pessoas que não possam ficar com familiares ou amigos.

A bomba, lançada pelos britânicos, foi descoberta por acaso na passada quarta-feira durante umas obras, uma situação que não é inusitada no país, onde 70 anos após o fim da guerra continuam a ser encontradas bombas por explodir, vestígios dos bombardeamentos aliados contra a Alemanha nazi.