EUA

Brasil já pediu para filho de Bolsonaro assumir embaixada em Washington

Brasil já pediu para filho de Bolsonaro assumir embaixada em Washington

O Governo brasileiro confirmou esta sexta-feira que já enviou uma consulta oficial aos Estados Unidos sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente do país, Jair Bolsonaro, para ocupar a embaixada do Brasil em Washington.

A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, aos jornalistas que acompanham uma reunião do BRICS no Rio de Janeiro, em que participam os chefes das diplomacias do país anfitrião, Brasil, e da Rússia, Índia, China e África do Sul.

"Foi pedido o 'agrément' [consulta diplomática] e esperamos a resposta americana (...) Tenho a grande certeza de que será concedido pelo governo americano, e [que] Eduardo Bolsonaro será um ótimo embaixador", disse Araújo.

Em caso de resposta afirmativa, Eduardo Bolsonaro, um parlamentar de 35 anos, deverá ser oficialmente indicado para ocupar o posto diplomático mais importante do país no exterior.

No Brasil, os embaixadores precisam ser inquiridos pelo Senado (câmara alta parlamentar), que decidirá em votação se o filho do Presidente brasileiro poderá ou não assumir a embaixada em Washington.

Jair Bolsonaro comentou nesta sexta-feira que uma consulta sobre a indicação de seu filho já havia sido enviada aos Estados Unidos, frisando que ele não tinha pressa para obter uma resposta.

"Foi mandado ontem [quinta-feira] o 'agrément'. Acho que foi ontem se eu não me engano. Não tenho certeza (...) A gente não está com pressa", concluiu Bolsonaro.