O Jogo ao Vivo

Impasse

Brexit: "Não haverá mais oportunidades" se Parlamento britânico chumbar acordo

Brexit: "Não haverá mais oportunidades" se Parlamento britânico chumbar acordo

O presidente da Comissão Europeia assegurou esta segunda-feira que "não haverá mais oportunidades, nem mais interpretações das interpretações, nem garantias para as garantias" se o parlamento britânico chumbar o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia.

"Em política, às vezes temos segundas chances. E isso foi o que fizemos hoje. Não haverá mais oportunidades, nem mais interpretações das interpretações, nem mais garantias para as garantias se o Acordo de Saída for chumbado amanhã [terça-feira]", asseverou Jean-Claude Juncker numa conferência de imprensa conjunta com a primeira-ministra britânica, Theresa May, em Estrasburgo, França.

O presidente do executivo comunitário tinha acabado de confirmar a elaboração de um instrumento de interpretação conjunto, vinculativo em termos legais, que providencia "as garantias" reclamadas por Londres, ao mesmo tempo que respeita as diretrizes estabelecidas pelo Conselho Europeu.

Governo britânico conseguiu alterações legalmente vinculativas ao acordo

O Governo britânico obteve alterações legalmente vinculativas ao Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), mas as negociações continuam em Estrasburgo, disse hoje o ministro do Gabinete do Governo, número dois do executivo, David Lidington.

Numa declaração na Câmara dos Comuns, Lidington referiu que foram negociados dois novos documentos, um instrumento legalmente vinculativo conjunto sobre o Acordo de Saída e o protocolo sobre a Irlanda do Norte, e uma declaração conjunta como suplemento à Declaração Política.

Lidington admitiu ser "muito invulgar" a situação, mas disse que "a intenção da primeira-ministra é garantir um acordo que defenda o interesse nacional e vai continuar nessas negociações até estar satisfeita com que o conseguiu".