Gastou 11 mil euros

Britânico só conseguiu tirar a carta após 33 tentativas em 25 anos

Britânico só conseguiu tirar a carta após 33 tentativas em 25 anos

Foi a exame 33 vezes, teve 14 instrutores diferentes e gastou mais de 11 mil euros durante 25 anos. Finalmente tirou a carta de condução.

"Estou em estado de choque", disse Christian Whiteley-Mason, um cidadão britânico que conseguiu tirar a carta após 25 anos de insucessos. "Nem acredito que finalmente consegui", desabafou, em declarações ao jornal britânico "The Mirror".

Natural de Barnsley, Christian Whiteley-Mason, de 42 anos, fez a primeira tentativa em 1992 e rapidamente acumulou uma série de reprovações. "Após as primeiras 56 lições, o meu primeiro instrutor disse-me que era melhor desistir, que nunca conseguiria", recordou.

Passaram os anos, mas Christian não passava no exame. Em 2003, após 32 reprovações, estava vencido, achava que nunca iria conseguir engrenar. Ao fazer 40 anos, em 2016, ainda quis voltar a tentar. Inscreveu-se mas não chegou a fazer o arrancar.

A correria do dia-a-dia custava-lhe uma fortuna em táxis e Christian Whiteley-Mason decidiu dar "tudo por tudo" para tentar passar no exame.

"Todos se riram de mim e disseram que nunca conseguiria, mas estava determinado", recordou. "Não só passei à primeira, como o fiz apenas com três erros menores. Estou muito orgulhoso", acrescentou, em declarações àquele tabloide britânico.

ver mais vídeos