Ambiente

Canadá vai proibir plásticos descartáveis a partir de 2021

Canadá vai proibir plásticos descartáveis a partir de 2021

O Canadá vai proibir a utilização de objetos plásticos de uso único a partir de 2021, anunciou o primeiro-ministro, Justin Trudeau.

"A poluição do plástico é um flagelo mundial", disse o primeiro-ministro do Canadá aos jornalistas, sublinhando que a lista de produtos proibidos será revelada após uma avaliação científica.

Citado pela agência AFP, Justin Trudeau ilustrou este problema, afirmando que para os pais que levam os filhos à praia "não é fácil" encontrar um espaço na areia que não tenha, por exemplo, garrafas ou palhinhas.

Em comunicado, o primeiro-ministro notou ainda que, anualmente, um milhão de aves e mais de 100 mil mamíferos marinhos sofrem ferimentos ou morrem ao confundir resíduos plásticos com alimentos.

Esta segunda-feira de manhã, um alto funcionário do Governo já tinha avançado que a medida estaria prestes a ser anunciada.

Segundo a mesma fonte, o executivo canadiano inspirou-se no modelo da União Europeia, que já aprovou formalmente a proibição até 2021 de determinados produtos de plástico de utilização única, como palhinhas e cotonetes. Portugal antecipa-se à diretiva europeia: a venda de palhinhas, de copos, de pratos e de talheres de plástico descartáveis e de cotonetes de plástico será banida a partir do segundo semestre de 2020.