Mundo

Casa de sonho aterroriza vida de casal francês

Casa de sonho aterroriza vida de casal francês

Um casal francês decidiu deixar uma casa do séc. XIX recém-comprada, depois de ver fantasmas numa gravação de vídeo feita na habitação, em Frodsham, Inglaterra. Os franceses Jean Mairole e Charlotte já gastaram mais de três mil euros com diárias de hotel e até contrataram um exorcista para espantar os espíritos.

Quatro semanas depois de comprarem a "casa dos sonhos", o músico Jean Mairole e a ex-modelo Charlotte, que gastaram mais de 18 mil euros para decorar o novo lar, começaram a ouvir sons estranhos e ver vultos e objectos a voarem, que os impediam de dormir à noite.

Depois de saírem inúmeras vezes no meio da madrugada à procura de um hotel para dormir, o casal decidiu então contratar um exorcista para espantar os espíritos que habitam a casa.

A tentativa do casal não surtiu efeito. A casa, que foi cenário de dois suicídios antes de ser comprada, continua "assombrada". Jean Mairole e Charlotte não tiveram outra opção a não ser deixar o imóvel temporariamente e procurar "abrigo" em hotéis da região. Até ao momento, os franceses já gastaram mais de três mil euros com diárias de hotel.

Charlotte disse que o momento em que sentiu mais medo foi quando ficou fechada na casa de banho enquanto lavava o rosto. "Foi realmente assustador. A porta fechou com muita força e a janela não estava aberta. Não pode ter sido o vento", disse ao jornal Daily Mail, convicta de ter presenciado uma actividade paranormal.

Jean Mairole afirmou ter visto cerca de 300 objectos a voarem dentro de casa. "Vejo constantemente vultos negros nas paredes e ouço o choro de um homem adulto", disse o músico. Os franceses, que chegaram a pensar em dormir no carro para "escapar das noites de terror", alegaram ter visto outras situações estranhas, como o cortinado do chuveiro a correr para frente e para trás sozinho e o lençol da cama a levitar.

"Morei em Inglaterra durante 45 anos e pensei que finalmente teria uma casa perfeita para viver, numa cidade tranquila. Gastámos muito dinheiro para restaurar o nosso novo lar e agora terei que deixá-lo", disse Jean.

O casal pretende regressar à França, mesmo depois do alto investimento para comprar o imóvel do séc. XIX, para voltar a dormir tranquilamente.