Sondagem

Chineses acham que Trump ou Clinton serão melhores do que Obama

Chineses acham que Trump ou Clinton serão melhores do que Obama

Os chineses acreditam que qualquer um dos candidatos à Casa Branca, a democrata Hillary Clinton ou o republicano Donald Trump, será melhor do que o atual presidente dos EUA, Barack Obama.

Essa é a conclusão de uma sondagem realizada pela empresa de Singapura Blackbox Research para o jornal "South China Morning Post", que começou a publicar os resultados este fim de semana, nas vésperas das presidenciais nos Estados Unidos, que se realizam na próxima terça-feira.

Nos primeiros dados divulgados, o periódico de Hong Kong destacou que 76% dos asiáticos - dos quais 61% chineses - votaria em Clinton, com base em questionários realizados entre 12 e 23 de outubro a 3614 pessoas na China, Japão, Filipinas, Singapura, Indonésia e Coreia do Sul, revelando agora mais detalhes sobre as respostas recolhidas junto dos inquiridos na segunda economia mundial.

O estudo mostra que os chineses são mais otimistas sobre o futuro desenvolvimento das relações sino-norte-americanas que os seus vizinhos do continente asiático, apesar das habituais disputas entre as duas potências mundiais em domínios como a segurança na Internet ou a militarização do Mar do Sul da China.

Das 1500 pessoas inquiridas em cidades de primeiro e segundo nível na China, mais de um terço (36%) afirmaram que a atual relação bilateral China-EUA é "excelente", atribuindo-lhe oito pontos numa escala de dez, o que dista bastante dos resultados apurados noutros países como a Coreia do Sul, onde apenas 5% qualificou os laços dos Estados Unidos de "bons".

Mais de metade dos chineses entrevistados afirmou considerar que Trump geriria melhor do que Obama os seguintes conflitos ou matérias: as disputas no Mar do Sul da China (54%), a cooperação na área da segurança na Internet (59%), o comércio bilateral (57%) ou a situação na península coreana (52%).

Além disso, 51% acredita que o magnata nova-iorquino interviria menos na Ásia do que o atual presidente norte-americano.

Trump granjeia nesse campo mais apoio do que o recolhido por Clinton - nessa comparação com Obama -, apesar de a candidata ter obtido um maior nível de confiança entre os chineses inquiridos relativamente a temas como proteção dos direitos humanos ou da propriedade intelectual.

Em termos globais, um número ligeiramente maior de inquiridos na China acredita que Clinton seria melhor do que Trump a construir relações mais próximas entre Pequim e Washington, com 52% versus 48%.