Mundo

Cinco desempregados imolam-se em Rabat

Cinco desempregados imolam-se em Rabat

Cinco desempregados marroquinos imolaram-se esta quinta-feira na capital do reino, Rabat, quando alastram por todo o país os protestos sobre a escassez de empregos, sobretudo para universitários licenciados.

De acordo com activistas da oposição, citados pela agência noticiosa AP, três dos manifestantes que se imolaram foram internados devido à gravidade dos ferimentos.

Até há pouco um protesto muito raro, a auto-imolação tornou-se numa táctica de protesto no Médio Oriente e Norte de África desde que o vendedor ambulante tunisino Mohamed Bouazizi pegou fogo ao seu corpo em Dezembro de 2010, desencadeando uma revolta que acabou por derrubar o regime do ex-presidente Zinedine Ben Ali em Janeiro.

Os marroquinos que se imolaram integram o movimento "licenciados desempregados", que reúne um conjunto de associações implantadas em todo o país e que integram milhões de licenciados que procuram trabalho.

As manifestações são frequentemente dispersas de forma violenta pela polícia, e têm sido registados violentos confrontos em diversas cidades de Marrocos.

Conteúdo Patrocinado