EUA

Congressistas democratas vão faltar à tomada de posse de Trump

Congressistas democratas vão faltar à tomada de posse de Trump

Meia dúzia de congressistas democratas anunciaram que vão quebrar a tradição bipartidária de assistir à tomada de posse do presidente dos Estados Unidos e que no próximo dia 20 não estarão na cerimónia de Donald Trump.

O representante da Câmara pelo Arizona Raúl Grijalva disse na sexta-feira que, na próxima semana estará a trabalhar no seu distrito eleitoral e que a sua ausência de Washington não pretende ser uma "falta de respeito" mas sim um "desafio" ao homem que "faltou ao respeito a milhões de norte-americanos".

John Lewis, congressista afro-americano pela Georgia e ativista de direitos civis, vai pela primeira vez faltar a uma tomada de posse desde que foi eleito em 1987 e justifica a ausência por não acreditar que Trump é um presidente "legítimo" após as alegadas tentativas da Rússia de interferir com as eleições norte-americanas.

Luis Gutiérrez, representante do Ilinóis também não estará presente, mas irá participar numa manifestação de mulheres contra Trump convocada em Washington para o dia 21. "Não posso ir à tomada de posse de um homem que nomeará pessoas para o Supremo Tribunal que vão pôr o relógio a andar para trás para as mulheres e para os imigrantes", disse.

Sem intenção de assistir à tomada de posse está também a representantes de Massachusetts Katherine Clark e os congressistas da Califórnia Jared Huffman e Barbara Lee.