Austrália

Dador de sangue reforma-se após salvar 2, 5 milhões de bebés

Dador de sangue reforma-se após salvar 2, 5 milhões de bebés

Quando James Harrison tinha 18 anos foi submetido a uma operação. Foi, então, que os médicos descobriram que tinham uma espécie de sangue muito raro e capaz de salvar vidas.

Os médicos ficaram surpreendidos quando descobriram que o homem australiano tinha um conjunto de anticorpos muito raro capaz de ajudar no tratamento de bebés que sofrem com a Doença Hemolítica do Recém-Nascido.

Trata-se de uma patologia que pode causar a morte do bebé durante a gravidez ou após o parto. As crianças que sobrevivem a este problema podem ficar com lesões no sistema nervoso.

Quando o homem soube do potencial do seu sangue começou a fazer doações de forma regular. Durante mais de seis décadas apresentou-se em clínicas e hospitais para ajudar bebés necessitados, o que lhe valeu a alcunha de "homem do braço de ouro".

A Cruz Vermelha australiana calcula que sozinho, Harrison ajudou a salvar um total de 2,4 milhões de bebés. O jornal australiano "Sydney Morning Herald" revela que entre 1951 e 2018 o homem fez 1172 dádivas de sangue.

Agora, com 81 anos e porque ultrapassou a idade limite para as dádivas de sangue, foi obrigado a terminar com as doações. Na última sexta-feira, foi pela última vez a um centro de saúde para doar sangue.

ver mais vídeos