Tensão

Depois da "mãe de todas as bombas", Irão diz que tem "o pai"

Depois da "mãe de todas as bombas", Irão diz que tem "o pai"

O Irão desenvolveu uma bomba que compara ao engenho que os EUA fizeram explodir no Afeganistão, em abril, e que ficou conhecido pelo nome "mother of all bombs" (a mãe de todas as bombas), por causa da sigla inglesa MOAB.

Segundo o general Amir Ali Hajizadeh, comandante do espaço aéreo da Guarda Revolucionária do Irão, o país desenvolveu um tipo de bomba que pesa dez toneladas e que apelidou de "o pai de todas as bombas".

"Estas bombas estão à nossa disposição, podem ser lançadas a partir do ar e são altamente destrutivas", garantiu o general.

O anúncio, comunicado através da agência de notícias iraniana, chega numa altura em que se adensam as tensões entre os Estados Unidos e o Irão, estando no centro do conflito diplomático o programa militar do país, depois de, no início do mês, o Irão ter testado um míssil de grande alcance.

Em 2015, o Conselho de Segurança da ONU (de que fazem parte os EUA) e a República Islâmico do Irão estabeleceram um acordo que impedia o desenvolvimento do programa nuclear do país, uma vez que este seria punido com sanções se o quebrasse.

O Irão diz que está a cumprir a resolução, mas os EUA acreditam que está a violar os seus termos.

"Não vamos tolerar o que o Irão está a fazer com o nosso país. Violaram vários elementos diferentes e violaram o espírito desse acordo", disse Trump, na quinta-feira.

Entretanto, este domingo, o líder supremo do Irão, Ayatollah Ali Khamenei, afirmou que o país vai reagir a qualquer "má jogada" tomada por Washington quanto ao acordo nuclear, que Trump considera "o mais estúpido de sempre" por defraudar os EUA.