O Jogo ao Vivo

Hugo Chávez

Deputados da Oposição boicotam juramento de Nicolás Maduro

Deputados da Oposição boicotam juramento de Nicolás Maduro

Os deputados da Mesa de Unidade Democrática, a principal coligação da Oposição na Venezuela, anunciaram esta sexta-feira que vão estar ausentes da prestação de juramento de Nicolás Maduro como presidente interino, que consideram uma "violação" da Constituição.

"Não vamos assistir à sessão da Assembleia nacional por considerarmos (...) que constituiu uma violação da Constituição", anunciou o deputado e membro do Mesa de Unidade Democrática (MUD), Angel Medina.

No final da tarde, o vice-presidente Nicolás Maduro, 50 anos, deve prestar juramento como presidente interino perante o Parlamento, em conformidade com um desejo emitido pelo presidente Hugo Chávez, que morreu na terça-feira vítima de cancro.

A Oposição contesta a interpretação da Constituição feita pelo Governo após a morte de Chávez, e assegura que a transição deveria ser assegurada pelo presidente do Parlamento, Diosdado Cabello, e não pelo vice-presidente, antes das eleições presidenciais que devem decorrer no prazo de um mês.

Em 11 de dezembro, nas vésperas de regressar a Cuba para uma quarta operação ao cancro na zona pélvica e da qual nunca se recompôs, Chávez tinha sugerido Maduro como o candidato do partido no poder a eventuais eleições antecipadas.

ver mais vídeos