Mundo

Diretor-geral do Google Brasil detido por não retirar vídeo do YouTube

Diretor-geral do Google Brasil detido por não retirar vídeo do YouTube

A Polícia Federal deteve, esta quarta-feira, em São Paulo o diretor-geral do Google Brasil, Fábio José Silva Coelho, por não ter cumprido a determinação judicial de retirada de um vídeo do YouTube.

Após a detenção, divulgada pela Polícia Federal em comunicado, Silva Coelho será ouvido e libertado sob compromisso de comparecer perante a Justiça quando for solicitado, por o crime ser de menor potencial ofensivo.

A Justiça brasileira ordenou a detenção de Silva Coelho por o Google Brasil não ter obedecido à ordem do Tribunal Regional Eleitoral para retirar da Internet vídeos que difamavam um candidato às eleições municipais de outubro, em Campo Grande, capital do estado de Mato Grosso do Sul, no centro-Oeste do país.

Os vídeos continham acusações de crimes contra o candidato Alcides Bernal, que foram consideradas "calúnias, injúrias e difamações" pela Justiça.

Como os vídeos continuam disponíveis no YouTube, Silva Coelho foi acusado de "desobediência".

O Google Brasil informou que vai recorrer da decisão e disse que não é responsável pelos vídeos colocados na Internet por utilizadores do YouTube, segundo a imprensa brasileira.