Zimbabué

Elefante mata tratador no Zimbabué

Elefante mata tratador no Zimbabué

Um tratador morreu após ser espezinhado por um elefante, quando tentava dirigi-lo para um recinto de um parque natural em Victoria Falls, Zimbabué. O animal foi posteriormente morto pelas autoridades.

Desde 2005 que Enock Kufandada trabalhava com elefantes na empresa turística Adventure Zone.

No sábado, pouco após as 14 horas locais, o homem de 50 anos terá tentado dirigir Mbanje para um recinto, tendo acabado por ser espezinhado pelo animal. O elefante havia sido libertado para ir pastar, ao lado de um outro elefante, uma fêmea chamada Nkanyezi.

O incidente surpreendeu os trabalhadores da cidade, que afirmaram que "os elefantes domesticados não são conhecidos por matar pessoas", escreve o jornal local "The Chronicle".

Os contornos do incidente ainda levantam muitas dúvidas. "É difícil [perceber o que aconteceu] visto que ocorreu numa área isolada", explicou Brent Williamson, o diretor da empresa Adventure Zone, em declarações ao jornal "Independent".

"Por que é que um animal reagiria assim, a menos que tenha sido provocado?", questionou o diretor. Para o responsável, ainda existem na investigação "espaços em branco" por explicar.

Após o ataque, o animal foi morto pelas autoridades de gestão dos parques naturais e vida selvagem do Zimbabué.

A família do homem está "em choque" perante o ocorrido.

Segundo conta o diretor da empresa, após a morte de Mbanje, a empresa fica apenas com um elefante, visto que um foi atingido por um comboio, dois foram reabilitados e libertados na natureza e um outro morreu "de causas naturais".

ver mais vídeos