Premium

Especialista em segurança diz que "o grande objetivo da guerra é a mente humana"

Especialista em segurança diz que "o grande objetivo da guerra é a mente humana"

Viveu no Brasil e aprendeu a falar português de forma fluente antes de voltar à Letónia, onde nasceu, para dirigir o Centro de Segurança e Análise Estratégica da Academia Nacional de Defesa. Formou-se em Economia, mas é ao estudo das novas gerações de guerra que se dedica. Ao JN, Janis Berzins falou dos riscos que o Ocidente corre nos novos ambientes digitais.

Notícias falsas, robôs disseminam informação errada e influência em eleições. Estamos face a um novo tipo de guerra?
Um dos conceitos, até aceite pela NATO, é o da guerra híbrida. A guerra vai ser sempre guerra. É um conflito político por outros meios.

E o que muda?
Ocupar um determinado país pode não ser necessário. Há outros caminhos. Por exemplo, influenciar os sistemas políticos ou os governos para que se tornem favoráveis às políticas de um outro país.