Bélgica

Explosão em estação central de Bruxelas foi "ato terrorista"

Explosão em estação central de Bruxelas foi "ato terrorista"

A estação central e a Grand Place de Bruxelas, na Bélgica, foram evacuadas, esta terça-feira ao fim da tarde, após relatos de uma explosão, considerada pelas autoridades belgas como um "ato terrorista". O atacante morreu.

"Cerca das 20.30 horas (19:30 de Lisboa) houve uma pequena explosão na Gare Central. O incidente é considerado com um ato terrorista", anunciou um porta-voz do Ministério Público, Eric Van Der Sypt, numa curta declaração à imprensa.

Segundo a mesma fonte, a explosão foi de fraca intensidade e não provocou outras vítimas além do atacante, que morreu.

O alegado terrorista, um homem com idade entre os 30 e os 35 anos, fez explodir uma mala, no interior da estação de comboios, tendo fugido e acabado por ser "neutralizado" pela polícia.

A polícia montou um perímetro de segurança que se estende até à praça mais turística da cidade, a Grand Place. A circulação ferroviária foi encerrada, assim como os acessos à zona da estação, lojas comerciais, restaurantes e linhas do metro.

Bruxelas está em estado de alerta desde março de 2016, depois de bombistas suicidas terem matado 32 pessoas numa estação de metro e no aeroporto da capital belga.

Conteúdo Patrocinado