Itália

Estado Islâmico diz que autor de atentado em Berlim morreu em novo ataque

Estado Islâmico diz que autor de atentado em Berlim morreu em novo ataque

O grupo extremista Estado Islâmico anunciou que o homem abatido esta sexta-feira pela polícia italiana em Milão foi o autor do ataque mortífero a um mercado de Natal em Berlim na segunda-feira.

"O atacante de Berlim realizou um novo ataque contra uma patrulha da polícia italiana em Milão e foi morto num tiroteio", refere o grupo jiadista num comunicado divulgado pela sua agência de propaganda Amaq.

O Estado Islâmico referia-se ao tunisino Anis Amri morto a tiro em Milão depois de disparar contra dois agentes policiais, que tinham mandado parar o seu carro para verificação dos documentos, cerca das 03:00 (02:00 em Lisboa).

O tunisino terá conduzido o camião que na segunda-feira abalroou um mercado de Natal em Berlim, matando 12 pessoas e ferindo 48.

Em conferência de imprensa, em Roma, o ministro do Interior italiano anunciou que o homem morto a tiro pela polícia, em Milão, é "sem sombra de dúvida" o atacante do mercado de Natal em Berlim.

O governo alemão, por seu turno, manifestou alívio pela morte do presumível autor do ataque contra o mercado de Natal, no centro de Berlim.

"Multiplicam-se as provas de que se tratava verdadeiramente" de Anis Amri, abatido a tiro pela polícia italiana em Milão, disse o porta-voz do Ministério do Interior alemão, Tobias Platte.

"Se efetivamente for confirmado, o Ministério do Interior fica aliviado por esta pessoa já não representar um perigo", acrescentou.

ver mais vídeos