Mundo

Ex-ministro britânico oito meses na prisão por tentar escapar a multa

Ex-ministro britânico oito meses na prisão por tentar escapar a multa

Um tribunal britânico condenou esta segunda-feira a oito meses de prisão o antigo ministro Chris Huhne, por este ter culpado a ex-mulher pela infração de excesso de velocidade quando era ele quem ia ao volante.

Segundo a agência noticiosa Efe, a ex-mulher, Vicky Pryce, enfrenta a mesma pena.

Um juiz do tribunal de Southwark, em Londres, considerou os dois culpados de "obstrução à justiça", por tentarem que Vicky Pryce assumisse a infração cometida pelo marido, e ambos vão passar hoje a sua primeira noite na prisão.

Durante o processo, a mulher argumentou que Chris Huhne a coagiu a declarar-se culpada pelo excesso de velocidade, para evitar que lhe retirassem a carta de condução.

O incidente ocorreu em março de 2003, quando o BMW de Huhne, então eurodeputado, foi apanhado a infringir o limite de velocidade numa autoestrada que liga Londres ao aeroporto de Stansted.

A história só foi tornada pública nove anos depois e obrigou o político liberal-democrata a demitir-se do cargo de ministro da Energia do Governo de David Cameron, em fevereiro de 2012.