Alterações climáticas

Fevereiro bate recorde de temperatura média global

Fevereiro bate recorde de temperatura média global

O último mês foi o fevereiro mais quente desde que há registo de temperaturas, revelou a NASA no fim de semana.

O registo revelou que a temperatura média em toda a superfície terrestre foi superior em 1,35 graus à média dos meses de fevereiro do período 1951-1980, espaço temporal que a agência espacial usa como base.

Janeiro já tinha superado em 1,15 graus a média relativa ao primeiro mês do ano, colocando 2016 sob aviso climático.

Dados do blogue especializado "Weather Underground" revelam que, nos últimos 12 meses, a temperatura média global situa-se um grau acima da registada nos finais do século XIX, auge da industrialização.

"O resultado é impactante e uma nova recordação da subida incessante dos gases de efeito estufa produzidos pelo homem", explicam os especialistas.

Para Stefan Rahmstorf, do Instituto de Investigação do Impacto Ambiental de Potsdam, Alemanha, "isto é realmente bastante impressionante... É completamente sem precedentes". "Agora estamos numa espécie de emergência climática", concluiu à Fairfax Media.

Apesar destes registos alarmantes, o recorde de mês mais quente da história quebrou-se a julho de 2015, uma vez que mais provável que o recorde seja batido nos meses de verão no hemisfério norte, quando a maior parte da massa terrestre do planeta aquece.

A semana passada, a NASA também tornou público que, em 2015, o observatório de Mauna Loa, Havai, registou o maior incremento de emissões de dióxido de carbono desde que se fazem registos, há mais de meio século.

ver mais vídeos