Premium

Filho de ex-militar que esteve no Ultramar faz creche na Guiné

Filho de ex-militar que esteve no Ultramar faz creche na Guiné

Tudo começou há nove anos, com uma viagem à Guiné-Bissau para "conhecer a África negra, que toda a gente dizia que é maravilhosa". Mas o que Gil Ramos ainda não sabia é que essa aventura iria transformar-se numa missão humanitária que o levaria a construir uma creche no meio de uma aldeia remota, onde o pai esteve mobilizado nos anos da Guerra do Ultramar.

Gil Ramos e o primo, Ricardo, acabaram por rumar a Dulombi, um povoado tribal em Galomaro, na região de Bafatá, de que ouviam falar desde crianças, através das histórias que Fernando Ramos contava sobre os dois anos que ali passou. Entre vários episódios, o ex-militar recordava as infraestruturas que tinha ajudado a construir, como o quartel, uma escola, uma ponte, um poço...

Uma visita ao precário hospital de Galomaro, em 2010, "foi o clique" que levou os primos a lançarem uma iniciativa solidária de recolha de material para a unidade e a criarem a Missão Dulombi, que a partir de 2013 começou a dedicar-se também à construção do jardim de infância, com a ajuda dos voluntários que seguem nas expedições.

Imobusiness